• Jardim de Homenagem ao Poiarense

    Jardim de Homenagem ao Poiarense

  • Capital Universal da Chanfana

Pin It

Reuniao CM num pol

A atribuição de números de polícia finaliza o processo de toponímia do concelho.

A Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, em reunião do Executivo, a proposta de atribuição de números de polícia a todas as habitações do concelho, concluindo, desta forma o processo de toponímia iniciado no mandato anterior.

Para o Presidente da Câmara Municipal, João Miguel Henriques, «é o cumprimento de uma promessa e, sobretudo, a concretização de um dos anseios mais antigos dos poiarenses, que agora, finalmente, podem ter número de porta e nome nas ruas onde residem», afirmou, lembrando a importância também para as populações e para o bom funcionamento dos serviços públicos em geral, especialmente no que se refere ao correio postal.

«Esta será, sem dúvida, uma das marcas do nosso executivo», acrescentando que «o desenvolvimento e crescimento do concelho não se faz só com as chamadas ‘grandes obras’, é necessário também apostar nas pessoas e na resolução dos problemas que afetam diretamente as populações», adiantou. 

O mesmo responsável fez questão de sublinhar «a participação das diferentes juntas de freguesia, com total cooperação e envolvimento no processo, a par de algumas individualidades do concelho que foram fundamentais para o bom trabalho que tem sido conseguido nesta matéria».

Recorde-se que o processo de toponímia era uma das reclamações mais veementes das populações e também uma promessa eleitoral, devidamente cumprida pelo atual Executivo, ao ter iniciado o procedimento logo que iniciou funções, com a constituição da Comissão de Toponímia e a formação de um grupo de trabalho para estudar e fundamentar as propostas de topónimos para as diferentes artérias das freguesias do concelho. Os processos foram depois liderados pelas próprias Juntas de Freguesia que, auscultando a população elaboraram as propostas finais de toponímia, cujo processo de colocação das placas nas respetivas ruas já se encontra em curso.

Depois dos nomes das ruas, foram agora atribuídos os números de polícia, sendo que as populações poderão agora, junto dos serviços municipais informar-se não só do número que lhes foi atribuído, como também dos procedimentos necessários para a colocação física da própria numeração nas suas habitações.

 

Executivo aprovou números de polícia e concluiu processo de toponímia

A atribuição de números de polícia finaliza o processo de toponímia do concelho

A Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, em reunião do Executivo, a proposta de atribuição de números de polícia a todas as habitações do concelho, concluindo, desta forma o processo de toponímia iniciado no mandato anterior.

Para o Presidente da Câmara Municipal, João Miguel Henriques, «é o cumprimento de uma promessa e, sobretudo, a concretização de um dos anseios mais antigos dos poiarenses, que agora, finalmente, podem ter número de porta e nome nas ruas onde residem», afirmou, lembrando a importância também para as populações e para o bom funcionamento dos serviços públicos em geral, especialmente no que se refere ao correio postal.

«Esta será, sem dúvida, uma das marcas do nosso executivo», acrescentando que «o desenvolvimento e crescimento do concelho não se faz só com as chamadas ‘grandes obras’, é necessário também apostar nas pessoas e na resolução dos problemas que afetam diretamente as populações», adiantou.

O mesmo responsável fez questão de sublinhar «a participação das diferentes juntas de freguesia, com total cooperação e envolvimento no processo, a par de algumas individualidades do concelho que foram fundamentais para o bom trabalho que tem sido conseguido nesta matéria».

Recorde-se que o processo de toponímia era uma das reclamações mais veementes das populações e também uma promessa eleitoral, devidamente cumprida pelo atual Executivo, ao ter iniciado o procedimento logo que iniciou funções, com a constituição da Comissão de Toponímia e a formação de um grupo de trabalho para estudar e fundamentar as propostas de topónimos para as diferentes artérias das freguesias do concelho. Os processos foram depois liderados pelas próprias Juntas de Freguesia que, auscultando a população elaboraram as propostas finais de toponímia, cujo processo de colocação das placas nas respetivas ruas já se encontra em curso.

Depois dos nomes das ruas, foram agora atribuídos os números de polícia, sendo que as populações poderão agora, junto dos serviços municipais informar-se não só do número que lhes foi atribuído, como também dos procedimentos necessários para a colocação física da própria numeração nas suas habitações.