• Jardim de Homenagem ao Poiarense

    Jardim de Homenagem ao Poiarense

  • Capital Universal da Chanfana

Pin It

alunos reuniao camara

Iniciativa encerra o Mês da Prevenção dos Maus Tratos, promovendo a cidadania ativa e participação dos jovens

O convite foi formulado pela Autarquia e o Agrupamento de Escolas respondeu afirmativamente, trazendo um grupo de jovens do 10º ano da EB 2,3/S Dr. Daniel de Matos à reunião da Câmara Municipal, onde não só assistiram à discussão da ordem trabalhos, como colocaram algumas questões ao Executivo.

A iniciativa foi integrada nas comemorações do Mês da Prevenção dos Maus Tratos, encerrando com ‘chave de ouro’ o conjunto de atividades desenvolvidas durante o mês de abril, com várias campanhas de sensibilização para as problemáticas não só dos maus tratos infantis, como também para a promoção dos direitos das crianças e do incentivo a uma maior participação da juventude nos processos de decisão da vida política do concelho.

Foi precisamente este aspeto que levou os alunos, juntamente com uma professora, a participarem na reunião do Executivo Municipal, que tem lugar na 1ª e 3ª sextas-feiras de cada mês. A participação ganhou ainda mais relevância porque aconteceu num dia de greve do pessoal não-docente e, apesar de não terem aulas, os alunos não deixaram de participar na iniciativa, contrariando a tendência geral de afastamento que os jovens cada vez mais demonstram em relação aos processos de decisão política e de participação nos órgãos de administração pública. Esta foi também a temática que os alunos trouxeram à discussão do órgão executivo da Autarquia, questionando os eleitos locais sobre as medidas que poderão ser tomadas para incentivar os jovens a uma maior participação na vida política do seu concelho.

As questões apresentadas possibilitaram a troca de impressões sobre uma temática que cada vez mais está na ordem do dia, com os diferentes vereadores a saudarem a presença dos alunos e a pronunciarem-se sobre a importância da participação dos jovens nos órgãos de decisão política, mas também apelando a que os próprios jovens deem o seu ‘feedback’ e apresentem as suas sugestões a quem tem a responsabilidade de gerir os destinos do concelho.

Para o Presidente da Câmara Municipal, «esta participação é fundamental, não só para conhecer o funcionamento dos órgãos democráticos, mas sobretudo para desmistificar algumas ideias preconcebidas que se vão enraizando nomeadamente no que toca à generalização de alguns estereótipos sobre a classe política, contrariando a ideia de que ‘são todos iguais’». Sendo uma «emanação da sociedade, há bons e maus exemplos, tanto na classe política como nos mais diferentes setores de atividade», referiu, reconhecendo que «pela maior exposição mediática, deveriam ter um cuidado redobrado e dar o exemplo».

O mesmo responsável recordou as diferentes iniciativas que o Município de Vila Nova de Poiares tem desenvolvido para uma maior aproximação dos jovens, lembrando, a título de exemplo, o recém-criado Conselho Municipal da Juventude ou o próprio Orçamento Participativo Jovem, lançado pela primeira vez em 2017 e, cuja primeira decisão vencedora já está em execução, e que se consubstancia na repavimentação do campo de jogos da Escola EB 2,3/S Dr. Daniel de Matos.