• Jardim de Homenagem ao Poiarense

  • Capital Universal da Chanfana

Pin It

vacinacao

Até final da semana estima-se que possam ser vacinados cerca de 300 idosos

Depois de concluída a primeira fase de vacinação contra a COVID-19, destinada aos profissionais de saúde, utentes e trabalhadores dos lares, bem como elementos das forças de segurança, arranca amanhã a segunda fase, numa parceria entre Município, Centro de Saúde e Bombeiros Voluntários.

No âmbito da primeira fase foram vacinados todos os utentes e trabalhadores do Lar da ADIP e da Unidade de Cuidados Continuados (com as 2 doses), bem como todos os não-infetados do Lar Quinta das Camélias e não-infetados da APPACDM, a par dos elementos dos Bombeiros Voluntários e da GNR.

A segunda fase de vacinação é destinada aos idosos com mais de 80 anos e as pessoas com mais de 50 anos com patologias associadas nos termos das orientações da DGS, estimando-se que até ao final da semana possam ser vacinados cerca de 300 idosos, continuando o processo a decorrer nas próximas semanas.
Refira-se que as pessoas não necessitam de tomar nenhuma iniciativa, dado que todos serão contactados pelos Serviços de Ação Social da Câmara Municipal (conforme listas fornecidas pelo Centro de Saúde).

A ação de vacinação decorre no Centro de Saúde, sendo que o Município assegurará o transporte a todas as pessoas que dele necessitem, devendo o mesmo ser solicitado no momento do contacto. Refira-se ainda que, para os casos em que por limitações físicas seja necessário um transporte especial, o mesmo será assegurado por elementos dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares que também estão a colaborar neste processo.

Para o Presidente da Câmara, João Miguel Henriques, «esta é uma importante ação no sentido de reforçar a imunização da população e garantir a proteção contra o coronavírus», não deixando de sublinhar a necessidade de manter todas as regras de segurança, nomeadamente o confinamento, saindo de casa apenas para o estritamente necessário, «para que não seja colocado em causa todo o trabalho que tem sido feito no concelho e que tem permitido a descida do índice de contágio e de novos casos ativos».

Recorde-se que, a este nível, o Município de Vila Nova de Poiares tem tido uma evolução muito positiva, tendo já deixado o nível de extremamente elevado de contágio, registando ao momento cerca de 15 casos ativos (dados de 16 de fevereiro).