• Jardim de Homenagem ao Poiarense

  • Capital Universal da Chanfana

Pin It

videoConf CCC

Está a ser preparado um documento com um conjunto de medidas a propor ao Ministério da Agricultura

O Centro de Competências da Caprinicultura está a avaliar o impacto da pandemia COVID-19 no setor e reuniu os seus associados para em conjunto debaterem a necessidade de implementação de medidas específicas para esta fileira, que serão reunidas num documento a enviar à tutela.

A reunião decorreu em videoconferência, com uma elevada participação das várias entidades que compõem este centro de competências, tendo debatido e aprovado a necessidade de colocar em prática um vasto conjunto de medidas para a garantia da reestruturação do sector da caprinicultura organizadas em quatro áreas: organização e apoio à produção, apoios aos investimentos produtivos, gestão eficiente de recursos naturais, distribuição e comercialização da produção e inovação e conhecimento.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, João Miguel Henriques, que preside ao CCC, «a ideia é compilar e agregar um conjunto de medidas de natureza económica que definam uma estratégia para a subsistência do setor num documento único, que está a ser desenvolvido e que será posteriormente apresentado à tutela, ao Ministério da Agricultura».

«O objetivo dos centros de competência é precisamente o de reunir os vários parceiros do setor e debater as estratégias de ação, bem como definir as linhas orientadoras capazes de influenciar as políticas nacionais que direta ou indiretamente afetam o setor, neste caso, a fileira da caprinicultura em Portugal», referiu.

Acrescentou que, com o documento que está em elaboração se pretende «transmitir ao Governo a imperiosa necessidade de contemplar soluções que ultrapassem as limitações do mercado na garantia de sobrevivência de um setor tão importante como a caprinicultura».

Nesta reunião que foi bastante participada, estiveram presentes representantes das várias entidades que compõem o CCC, onde para além da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, esteve representada a Associação Nacional de Caprinicultores da Raça Serrana, a Associação Portuguesa de Engenharia Zootécnica, a Associação Portuguesa de Caprinicultores de Raça Serpentina, a Escola Superior Agrária de Viseu, a Associação de Agricultores do Sul, a LEICRAS – Cooperativa de produtores de leite de raça Serrana, CRL, a CAPRISERRA – Cooperativa de Produtores de Cabrito de Raça Serrana, CRL, o Instituto Politécnico de Castelo Branco, a Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, o Instituto Politécnico de Bragança, a Escola Superior Agrária de Coimbra, a Universidade de Coimbra e a Ovibeira – Associação de Produtores Agropecuários.