• Jardim de Homenagem ao Poiarense

    Jardim de Homenagem ao Poiarense

  • Capital Universal da Chanfana

Pin It

pilhoes

Protocolo de colaboração com a Ecopilhas – Sociedade Gestora de Resíduos e Acumuladores

O Município de Vila Nova de Poiares está a apostar no alargamento de pontos de recolha de resíduos, nomeadamente dos designados eco-pontos e pilhões, numa clara preocupação com a defesa e preservação do meio-ambiente. 

Neste sentido o Município de Vila Nova de Poiares estabeleceu um Protocolo de Colaboração com a Ecopilhas– Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores, Lda., licenciada para a para a gestão de resíduos pilhas e acumuladores, a qual disponibilizou diversos contentores de recolha de pilhas – Pilhões, os quais foram distribuídos por diversos locais do concelho.

Para o Presidente da Câmara Municipal, João Miguel Henriques, «esta é uma preocupação do Executivo, pelo que temos apostado no desenvolvimento de diversas atividades para a crescente consciencialização da população, bem como reforçando a colocação dos respetivos contentores diferenciados junto dos aglomerados populacionais, de forma a que, as pessoas possam, de uma forma rápida e eficaz, proceder à separação dos resíduos».

E se, no que toca aos eco-pontos, com os tradicionais contentores coloridos para a devida separação dos materiais de papel/vidro/plásticos e metais, a consciencialização vai crescendo, nota-se ainda a necessidade de reforçar a aposta na recolha de pilhas, acumuladores e baterias, de forma a evitar que continuem a ser colocados nos recipientes de lixo indiferenciado.

Por serem constituídos por metais pesados perigosos, quando são rejeitadas juntamente com o lixo doméstico constituem um perigo quer para o ambiente, quer para a saúde humana, uma vez que contaminam o solo e poluem as águas. Uma simples pilha é suficiente para contaminar uma área considerável de solos (por exemplo, a área de um campo de futebol) durante 50 anos.  Uma única pilha alcalina pode contaminar 175.000 litros de água, uma quantidade superior ao que uma pessoa bebe em toda a vida.

No âmbito deste reforço, foram colocados Pilhões nas Juntas de Freguesia, Centros Escolares, EB 2,3 Dr. Daniel de Matos, Paços do Concelho, Biblioteca/CCP e Estaleiro Municipal.

 

Município reforça pontos de recolha de pilhas e baterias

Protocolo de colaboração com a Ecopilhas – Sociedade Gestora de Resíduos e Acumuladores

O Município de Vila Nova de Poiares está a apostar no alargamento de pontos de recolha de resíduos, nomeadamente dos designados eco-pontos e pilhões, numa clara preocupação com a defesa e preservação do meio-ambiente.

Neste sentido o Município de Vila Nova de Poiares estabeleceu um Protocolo de Colaboração com a Ecopilhas– Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores, Lda., licenciada para a para a gestão de resíduos pilhas e acumuladores, a qual disponibilizou diversos contentores de recolha de pilhas – Pilhões, os quais foram distribuídos por diversos locais do concelho.

Para o Presidente da Câmara Municipal, João Miguel Henriques, «esta é uma preocupação do Executivo, pelo que temos apostado no desenvolvimento de diversas atividades para a crescente consciencialização da população, bem como reforçando a colocação dos respetivos contentores diferenciados junto dos aglomerados populacionais, de forma a que, as pessoas possam, de uma forma rápida e eficaz, proceder à separação dos resíduos».

E se, no que toca aos eco-pontos, com os tradicionais contentores coloridos para a devida separação dos materiais de papel/vidro/plásticos e metais, a consciencialização vai crescendo, nota-se ainda a necessidade de reforçar a aposta na recolha de pilhas, acumuladores e baterias, de forma a evitar que continuem a ser colocados nos recipientes de lixo indiferenciado.

Por serem constituídos por metais pesados perigosos, quando são rejeitadas juntamente com o lixo doméstico constituem um perigo quer para o ambiente, quer para a saúde humana, uma vez que contaminam o solo e poluem as águas. Uma simples pilha é suficiente para contaminar uma área considerável de solos (por exemplo, a área de um campo de futebol) durante 50 anos.  Uma única pilha alcalina pode contaminar 175.000 litros de água, uma quantidade superior ao que uma pessoa bebe em toda a vida.

No âmbito deste reforço, foram colocados Pilhões nas Juntas de Freguesia, Centros Escolares, EB 2,3 Dr. Daniel de Matos, Paços do Concelho, Biblioteca/CCP e Estaleiro Municipa

l.