• Jardim de Homenagem ao Poiarense

    Jardim de Homenagem ao Poiarense

  • Capital Universal da Chanfana

Pin It

redu plastico

Câmara Municipal aprovou medidas ambientais a implementar

O Município de Vila Nova de Poiares aprovou por unanimidade, em Reunião de Câmara, a adoção do programa de redução do uso de plástico pela Autarquia, iniciativa que se insere na estratégia de política ambiental preconizada por este Executivo Municipal.

Esta decisão decorreu da proposta apresentada pelo Presidente da Câmara Municipal, em cuja génese está a preocupação constante na implementação de medidas numa postura proactiva de defesa do meio-ambiente, o que tem sido uma prática ininterrupta nos últimos 5 anos pelo Município, «com o objetivo de reduzir a pegada ecológica, ao apostar numa melhor gestão dos recursos e ao mesmo tempo sensibilizando a população para a urgência em adotar medidas mais ‘amigas’ do ambiente», referiu João Miguel Henriques, Presidente da Câmara Municipal.

Entre as medidas aprovadas estão gestos simples como a preferência pelo uso de materiais reutilizáveis em detrimento de itens de utilização única, como garrafas, copos e demais artigos utilizados nas infraestruturas ou eventos realizados e apoiados pela Autarquia, bem como a opção pela aquisição de produtos reutilizados ou recarregáveis nos consumíveis usados no funcionamento dos serviços, e ainda a substituição de sacos de plástico por embalagens de papel, preferencialmente reciclado, com exceção dos sacos de lixo indiferenciado. Também no âmbito dos procedimentos de contratação pública promovidos pelo Município, será tido em consideração a utilização de materiais recicláveis.

Paralelamente, a Câmara Municipal irá continuar a promover o desenvolvimento de campanhas de sensibilização para a redução de utilização de plásticos descartáveis, dirigidas a toda a população, em particular as faixas etárias mais novas, envolvendo toda a comunidade neste desígnio.

João Miguel Henriques relembrou diversos estudos do Eurostat que apontam que «a produção de plásticos e a incineração de resíduos plásticos dão origem à emissão, ao nível global, de aproximadamente 400 milhões de toneladas de CO2 por ano», e que «o plástico é responsável por 85% do lixo encontrado nas praias».

«A redução da utilização de plástico, em especial aquele que é descartável, deve ser uma meta comum, quer no plano individual, quer institucional», referiu o Presidente da Câmara Municipal, «pelo que são decisões como as que agora tomámos, mesmo que representem uma ‘gota do oceano’, que permitirão alterar mentalidades e práticas, com o objetivo último de defender e preservar o Planeta».

 

Município de Poiares aposta na redução de utilização do plástico

Câmara Municipal aprovou medidas ambientais a implementar

 

O Município de Vila Nova de Poiares aprovou por unanimidade, em Reunião de Câmara, a adoção do programa de redução do uso de plástico pela Autarquia, iniciativa que se insere na estratégia de política ambiental preconizada por este Executivo Municipal.

Esta decisão decorreu da proposta apresentada pelo Presidente da Câmara Municipal, em cuja génese está a preocupação constante na implementação de medidas numa postura proactiva de defesa do meio-ambiente, o que tem sido uma prática ininterrupta nos últimos 5 anos pelo Município, «com o objetivo de reduzir a pegada ecológica, ao apostar numa melhor gestão dos recursos e ao mesmo tempo sensibilizando a população para a urgência em adotar medidas mais ‘amigas’ do ambiente», referiu João Miguel Henriques, Presidente da Câmara Municipal.

Entre as medidas aprovadas estão gestos simples como a preferência pelo uso de materiais reutilizáveis em detrimento de itens de utilização única, como garrafas, copos e demais artigos utilizados nas infraestruturas ou eventos realizados e apoiados pela Autarquia, bem como a opção pela aquisição de produtos reutilizados ou recarregáveis nos consumíveis usados no funcionamento dos serviços, e ainda a substituição de sacos de plástico por embalagens de papel, preferencialmente reciclado, com exceção dos sacos de lixo indiferenciado. Também no âmbito dos procedimentos de contratação pública promovidos pelo Município, será tido em consideração a utilização de materiais recicláveis.

Paralelamente, a Câmara Municipal irá continuar a promover o desenvolvimento de campanhas de sensibilização para a redução de utilização de plásticos descartáveis, dirigidas a toda a população, em particular as faixas etárias mais novas, envolvendo toda a comunidade neste desígnio.

João Miguel Henriques relembrou diversos estudos do Eurostat que apontam que «a produção de plásticos e a incineração de resíduos plásticos dão origem à emissão, ao nível global, de aproximadamente 400 milhões de toneladas de CO2 por ano», e que «o plástico é responsável por 85% do lixo encontrado nas praias».

«A redução da utilização de plástico, em especial aquele que é descartável, deve ser uma meta comum, quer no plano individual, quer institucional», referiu o Presidente da Câmara Municipal, «pelo que são decisões como as que agora tomámos, mesmo que representem uma ‘gota do oceano’, que permitirão alterar mentalidades e práticas, com o objetivo último de defender e preservar o Planeta».