• Jardim de Homenagem ao Poiarense

  • Capital Universal da Chanfana

Pin It

estrategia comunicacai

Na última reunião do Executivo Municipal, os Vereadores do PSD, apresentaram uma declaração política, rejeitando as críticas que lhe foram dirigidas na reunião anterior, a propósito da postura que têm tomado nas votações dos assuntos que são presentes a discussão e votação nas reuniões camarárias e acusando o gabinete de imprensa de ser «gabinete de propaganda».

Em resposta, o Presidente da Câmara esclareceu que, «aquilo a que chamam propaganda, mais não é do que uma verdadeira política de comunicação, séria, verdadeira e transparente, a que as pessoas não estavam habituadas». Disse entender que possa ser incómodo para a Oposição, «mas terão que habituar-se, pois vamos continuar a dizer a verdade às pessoas e a transmitir-lhes o que realmente se passa na Câmara Municipal, dando-lhes conta, nomeadamente, do ‘verdadeiro’ sufoco financeiro em que encontrou o Município».

Para o Presidente da Câmara, «os vereadores do PSD têm-se revelado uma verdadeira desilusão, desde o início de mandato», já que, considerou, «ao invés de contribuírem para a construção de um futuro melhor para Vila Nova de Poiares, continuam a defender um passado que deixou o Município num estado verdadeiramente calamitoso».

O mesmo responsável sublinhou ainda que «a Oposição está a desperdiçar uma oportunidade de ‘ouro’ para se renovar e mudar de caminho», reconhecendo mesmo que os vereadores do PSD «têm capacidades para serem diferentes e para prestarem um bom contributo». É que, na sua opinião, «não foram estes vereadores que perderam as eleições, foi o ‘passado’, foram aqueles que depois vieram dizer que nunca perderam eleições». O responsável máximo da Autarquia desafiou mesmo os vereadores do PSD a «desvincularem-se do ‘passado’ e olharem apenas para o interesse do Município», mostrando-se disponível, como sempre esteve, para «em conjunto com toda a vereação, trabalhar em prol da construção de um concelho de futuro e, acima de tudo, com futuro».